Hallo Leute!

Tenho me sentido muito na pele dos meus alunos ultimamente. Como me mudei há pouco tempo pra França, e ainda não falo muito francês, venho experimentando exatamente o que muitos alunos me relatavam em sala de aula e que eu sempre dava uma amenizada, dizia para eles relaxarem… bom, a dica ainda é essa, tem que relaxar, mas que eu ando tendo crise de risos com as situações que eu me meto por aqui. 😆

Outro dia fui pedir uma informação e me lembrei de um texto que escrevi falando sobre os níveis de compreensão e o walkie talkie (não leu o texto? Clique aqui!), consegui a informação que precisava, mas quase dei gargalhada na frente da moça que estava me ajudando (o que não seria nada gentil,né?!), porque ela poderia ter me xingado de tudo no meio da informação e eu não teria notado, 😀 . Eu só consegui entender o que precisava e o resto foi a mesma coisa que nada…. blá-blá-blá direita blá-blá-blá na frente do … Vinci. Foi isso que eu basicamente entendi, e tudo bem, porque achei o que precisava. A sensação de fato é muito esquisita, mas tenho ficado cada vez mais curiosa.

Mas o texto de hoje não é pra contar da minha vida, mas para falar da importância dos verbos.

Muita gente desiste de aprender o alemão por causa da declinação, eu acho isso meio bobagem, porque a declinação não atrapalha tanto a comunicação, já os verbos…. Se eles não estão lá, ou estão no tempo verbal equivocado, a coisa fica muito mais difícil. Alguns autores talvez discordariam de mim, mas tenho a impressão que 60% de uma frase está no verbo, se não mais. Se você acertar no verbo e falar o substantivo correspondente corretamente, a comunicação já estará garantida.

Não me entendam mal, acho que declinar certo é fundamental, mas acertar no verbo é muito, mas muito mais importante.

A maravilhosa notícia é que os verbos em alemão tem uma regularidade fenomenal. Muito mais simples que o inglês, o francês e principalmente o português!

Vamos pegar alguns verbos em alemão:

→trinken, essen, schreiben, machen, haben, wohnen

Todos eles terminam com “en” notaram? Então, essa é a marca do infinitivo em alemão. Bom, no presente, basta tirar essa marca do infinitivo e substituir pela seguinte terminação:

ich e
du st
er/sie/es t
wir en
ihr t
Sie/sie en

Isso significa dizer que no caso do verbo wohnen ficaria:

WOHNEN
ich wohne
du wohnst
er/sie/es wohnt in Brasilia
wir wohnen
ihr wohnt
Sie/sie wohnen

Basta pronunciar todas as letras que estão escritas e pronto! Já estará acertando a conjugação. E não vale estranhar o “du trinkst” porque só tem uma vogal no verbo, tá tudo certo aí e dá pra pronunciar. Não invente de botar mais vogal no meio.

Quem já estuda alemão há mais tempo vai notar que botei dois verbos irregulares no meio da lista, o “essen“ e o “haben”, mas foi de propósito. Mesmo estes sendo verbos irregulares, a terminação é a mesma.

ESSEN
ich esse
du isst
er/sie/es isst Pizza
wir essen
ihr esst
Sie/sie essen
HABEN
ich habe
du hast
er/sie/es hat ein Auto
wir haben
ihr habt
Sie/sie haben

No caso desses verbos, notem que a variação ocorre apenas na segunda e na terceira pessoa do singular- e assim geralmente é na maioria dos casos dos verbos irregulares. Fica a dica.

O verbo “sein”(ser, estar) é completamente irregular, porque a existência é difícil mesmo, aí tem que decorar. Vou facilitar a vida de vocês e colocar aqui.

SEIN
ich bin
du bist
er/sie/es ist schön
wir sind
ihr seid
Sie/sie sind

Aí gente, basta que pra cada tópico, vocês vejam os verbos principais e brinquem de formar frases.

Próximo post tem mais sobre os verbos, aguardem!

Beijos

Teresa  🙂

Quer treinar um pouco a conjugação de verbos?

Acesse aqui os exercícios da Fanpage do Goethe-Institut.