Hallo Leute! 🙂 

Já aconteceu de vocês às vezes utilizarem um verbo numa frase, que vocês tinham certeza que estava correto, mas que seu interlocutor te olha com uma cara estranha e sugere uma outra palavra no lugar? Se vocês ainda não passaram por esta situação, certamente isso irá ocorrer em algum momento.

Essa semana fui corrigir a redação de um aluno excelente, escreve lindos textos, costuma variar o vocabulário, uma beleza! Mas aí ele escolheu um verbo para uma frase e eu me “embananei” pensando em como explicar para ele porque o verbo que ele tinha escolhido estava equivocado. O verbo tinha o significado certo, estava no lugar certo e bem conjugado, mas a frase estava estranha, esquisita. E para mim não era suficiente dizer somente “isto não se diz assim em alemão”. Fiquei pensando porque isto acontece.

Assim, vou contar pra vocês o que eu consegui elaborar disto e dar umas dicas de como estudar vocabulário em alemão ; )

Se eu falar em português: “Antonio está desenhando um desenho” – todo mundo entende, certo?! O verbo desenhar é correto, está conjugado, mas ninguém fala assim. Normalmente diz-se: “Antonio está desenhando” ou “Antonio está fazendo um desenho”. Em alemão, a gente também não costuma dizer que “faz uma prova”, mas “se escreve uma prova” (se tiver algum conhecido que estudou em escola alemã, isto é bem comum das pessoas passarem a falar “errado” em português).

Pois bem, então dependendo da língua, vai ter um certo “jeito de falar as coisas”, verbos que são específicos para determinadas atividades. Muitos alunos fazem cadernos de vocabulário e anotações de palavras específicas no caderno, mas o mais eficaz é que se ANOTE SEMPRE O CONTEXTO DA PALAVRA.

Vou dar um exemplo:

Ich kann heute nicht ins Kino gehen, ich habe leider eine Grippe bekommen. → Aqui nesta frase eu poderia fazer duas anotações no meu caderno de vocabulário:

1- ins Kino gehen – ir ao cinema

2- eine Grippe bekommen  – ficar gripado

Mas Teresa, porque anotar essas duas coisas? Porque este é o “jeito alemão de dizer algo”. Para nós, brasileiros, não é natural dizer que você “recebeu uma gripe”, certo?! Os franceses “caem doentes” (tomber malade). Se eu só anotar Grippe ou só bekommen, dificulto ao meu cérebro para lembrar que essas palavras vêm juntas.

Então algumas dicas:

  • Se vocês resolverem anotar o significado de uma palavra específica no caderno, anotem também uma frase como exemplo ao lado.

  • Se a palavra for um substantivo, verifique se o verbo utilizado em relação ao substantivo “foge à regra”, não é parecido com a estrutura do português ou de uma língua que você conheça.

  • Anote as “pegadinhas”, marque por exemplo o “bekommen” com outra cor, ao escreverem “eine Grippe bekommen”.

  • Façam anotações de vocabulário dividindo por temas – muitos verbos são de uso específico (já falei sobre isto em outros textos).

Enfim, espero que ajude!

Até a próxima!

Teresa