Hallo Leute!  🙂

Antes de prosseguirmos com o tema da declinação, vou fazer um tópico dedicado apenas às preposições, essas lindas figuras do alemão.

Já vou avisando que o tema de hoje é cabeludo, podem pegar um café ☕ e sentar pra ler o texto.

Um aluno querido, de 12 anos, outro dia me chamou atenção para algo que em 13 anos (tudo isso?) dando aula nunca havia reparado. Ele me perguntou por que tinha tanta preposição em alemão! Eu não entendi a pergunta, afinal, as preposições em alemão são parecidas com as preposições em português – SÓ QUE NÃO.

E por que não?

Vejamos em exemplos. Em alemão, eu digo:

  • Ich gehe nach Italien.
  • Ich gehe in die Schweiz.
  • Ich gehe an den Strand.
  • Ich gehe in den Club.
  • Ich gehe zur Schule.
  • Ich gehe nach Hause.

Peguei o exemplo do verbo „gehen“, apenas para mostrar como em português eu diria para todos estes casos:
Eu vou: PARA a praia, PARA o clube, PARA a Itália, PARA a escola, PARA a Suíça, PARA casa. Ou à praia, ao clube, à escola, à Suíça, mas vocês sabem que a regência “ir para” já está bem consolidada e dicionarizada…

Ou seja, meu pequeno brilhante tem toda razão, tem preposição para caramba em alemão. Vixe, o texto não está descomplicando, ai ai ai… vamos ver o que fazemos com isto.

Enfim, vamos lidar com o fato de que o alemão tem MUITAS preposição, mas podemos nos alegrar porque elas têm uma lógica, ok?! Alemães adoram ser específicos, é isto que torna a língua tão rica e linda, que serve tão bem aos textos do Goethe, do Schiller, do Rilke e do Thomas Mann, além de tantos outros … Alemães têm verbos para todas as ocasiões, adjetivos para todos os gostos, sentidos e características e por que não haveria de ser assim com as preposições ?

Então, vamos por partes:

  1. Há preposições com as quais a gente não precisa se preocupar tanto, a utilização delas é bem parecida com a do português – auf, in, unter, neben, an, zwischen, vor, hinter – quando utilizados para indicar local fazem super sentido para qualquer aluno de alemão.
  2. O difícil é quando a gente começa a se deslocar em alemão … ou seja, quando eu falo que estou indo, dirigindo, andando ou voando para algum lugar.

Vou tentar resumir e pedir para vocês decorarem (no coração) algumas características próprias desta língua amada

  1. Cidades, estados e países sem artigo, a gente sempre usa a preposição “NACH”:
    Ich fahre/gehe/fliege NACH Deutschland, England, Brasilien, Portugal, Spanien, China, Pirenópolis, Minas Gerais, Berlin, etc
  2. Países com artigo
    Ich gehe/fahre/fliege in die Schweiz, in die Turkei, in den Iran, etc
  3. “Água“ costuma ter a preposição „an“ → Isso é uma invenção da minha cabeça, ok?!, é só para ajudar a memorizar
    Ich fahre/gehe ans Meer, an den Strand (na minha cabeça isto faz sentido, porque quando você vai para lugares com água, você fica na beira, então é fácil de decorar)
  4. Gehen costuma pedir a preposição “in” (quando não é o caso dos tópicos a,b,c)
  • Ich gehe ins Kino. (ins é a contração do in+ das = INS 😉)
  • Ich gehe in die Kirche.
  • Ich gehe ins Konzert.
  • Ich gehe in die Disco.
  • Ich gehe in den Club.
  • Ich gehe ins Café.
  • Ich gehe ins Schwimmbad.*
    (*sei que aqui tem água, mas pensem que se trata de uma construção artificial)

e. Haus tem preposição fixa – DECOREM, não tem outro jeito, não faz sentido se compararmos ao português, é assim, ok?!

  • Ich gehe/fahre NACH Hause. (este „e“ do „Hause“ é um charminho).
  • Ich bleibe/bin ZU Hause

Não se assustem, utilizem esta semana, tentem montar frases, responder perguntas.

  • Was machst du in den Ferien?
  • Wohin gehst du?
  • Was machst du heute?
  • Was machst du am Freitag?

Espero ter ajudado, ufa, vou tomar outro café! ☕

Bom dia para todos e bis bald!

Foto: Colourbox.de