Hallo Leute!

Algumas pessoas já sabem, mas nosso blog ficará internacional, pelo menos por um tempo ; ) estou de mudança para a França (chego amanhã), mas continuarei escrevendo o blog de lá, com muito carinho.

Hoje o tópico será “abrindo as portas da felicidade em terras estrangeiras e na aula de alemão”.

Não sou grande falante de francês, mas consigo sobreviver em situações corriqueiras. Devo estar no A2.1 do francês, se isso… sei cumprimentar, pedir algo, falar um básico para me introduzir e perguntar coisas básicas ao meu interlocutor, falar sobre coisas básicas que aconteceram no passado e sei expressar desejos. Consigo entender o geral do jornal, mas muito pelo fato de português e francês serem línguas próximas.

Mesmo com um nível bem básico, já dá pra sobreviver em francês. Sabe como? Utilizando as palavras mágicas da língua. E isso serve para qualquer língua, mesmo nos níveis iniciantes.

“Por favor” e “obrigada(o)” são aquelas palavras mágicas que os pais ensinam em casa, super importantes, mágicas de fato. Mas existem algumas outras…

Além do:

  • bitte (que tem um milhão de significados)

  • danke : obrigada/obrigado

Temos também :

  • Entschuldigung- desculpa (também pode ser usado como o nosso “com licença”)

  • Können Sie mir bitte helfen? – pode me ajudar por favor

  • Ich habe eine Frage. – tenho uma pergunta (maravilha pra usar na aula de alemão, né galera?!)

  • Ich habe das nicht verstanden. – não entendi

  • Langsam, bitte! – devagar, por favor

  • Ich möchte… – eu quero/gostaria – essa aqui é uma das mais importantes – porque você pode pedir água, café, pode pedir informação, comprar algo, e uma verdadeira chave da porta da esperança! Dá para usar em quase tudo! É uma beleza! E se você ainda colocar um bitte pra deixar a coisa mais educada, os alemães serão só sorrisos, : )

  • Was bedeutet .. ? – o que significa…?

Nas paredes de todas as salas do instituto temos algumas frases-chave dessas, para inspirar nossos alunos a utilizarem elas em sala de aula. São super importantes porque realmente facilitam a comunicação, abrem portas e tornam o interlocutor mais receptivo ao que você tem a dizer. Mostrar para um estrangeiro que você está tentando se comunicar na língua dele, já o torna mais receptivo para te ajudar. É como um estrangeiro que chega dando bom dia com sotaque simpático, já dá vontade de puxar papo, não?!

Para aprender uma língua é necessário um tanto de cara de pau (devo ter um sotaque bunitcho em francês, mas não estou nem aí…, pelo menos, essa não é a preocupação agora) e muita repetição. Então, mãos à obra, decorem as frases e as botem em uso!

Bis bald!
Au revoir!
Teresa