Fritz Lang

Friedrich Anton Christian Lang, mais conhecido como Fritz Lang, nasceu em 5 de dezembro de 1890 em Viena, Áustria. Cineasta, argumentista e produtor, dividiu sua carreira entre a Alemanha e Hollywood. Na Alemanha, foi pioneiro nos filmes expressionistas e no cinema mudo, tendo se tornado grande referência deste movimento, com as obras-primas: “Metropolis“, de 1927, e “M, O Vampiro de Düsseldorf” de 1931. No final dos anos 30, fugindo do nazismo, produziu filmes em Hollywood misturando o expressionismo com histórias de detetives americanos. Seu primeiro filme produzido nos EUA foi “Fury” (Fúria, 1963) [1], considerado atualmente uma obra representante do cinema noir.

Em 2001, a Unesco incluiu o filme “Metropolis” na lista de patrimônio intelectual da humanidade. Esta lista, chamada de Memória da Humanidade, abrange obras de cinema, literatura e artes, que estão depositadas em bibliotecas, arquivos, museus, e em outras instituições culturais, e visa a preservação e a conservação desta herança cultural para a humanidade. Além de Fritz Lang, fazem parte também desta lista outros representantes da cultura alemã como Beethoven, Gutenberg e Goethe.[2]

Em 2016 foi lançado nos cinemas alemães o longa “Fritz Lang”, no qual o diretor Gordian Maugg retrata a vida e a obra do cineasta. Esta cinebiografia foca o início da década de 30, quando Lang era conhecido como diretor de cinema mudo justamente quando este já estava entrando em desuso com o advindo do som na sétima arte. Este período foi decisivo na vida do diretor que estava à procura de um material adequado para renovação de suas produções cinematográficas. “Fritz Lang” é um longa-metragem de ficção, porém o diretor trabalha sobrepondo imagens originais dos filmes de Fritz Lang com seu documentário biográfico [3].

Para mim, o cinema é um vício. Eu o amo intimamente. Eu sempre acreditei que é a arte do nosso século.

Fritz Lang

DICAS DE FILMES

  • Dossiê Fritz Lang • 1988
  • Sepulcro Indiano (Das Indische Grabmal) • 1959
  • O Tigre de Bengala (Der Tiger von Eschnapur) • 1959
  • Liliom • 1934
  • M – O Vampiro de Düsseldorf (M – Eine Stadt sucht einen Mörder) • 1931
  • Espiões (Spione) • 1928
  • Metropolis • 1927
  • Os Nibelungos – A Morte de Siegfried (Die Nibelungen: Siegfried) • 1923
  • Os Nibelungos – A Vingança de Kriemhild
    (Die Nibelungen: Kriemhilds Rache) • 1924
  • Dr. Mabuse: O Inferno do crime
    (Dr. Mabuse: Inferno, ein Spiel von Menschen unserer Zeit) • 1922
  • Dr. Mabuse: O Jogador (Dr. Mabuse, der Spieler ) • 1922
  • A Morte cansada (Der Müde Tod) • 1921
  • As Aranhas (Die Spinnen) • 1920

Todos estes filmes você encontra em nossa filmoteca. Você pode consultar aqui o nosso catálogo.

Faça-nos uma visita e conheça nossa coleção!

Abraços!

Aninha

Bibliotecária Goethe-Zentrum Brasília

 

Fontes consultadas:

[1] Os 10 melhores filmes de Fritz Lang

[2] Clássico de Fritz Lang faz parte da memória da humanidade

[3] Cinebiografia de Fritz Lang