Línguas são culturas, muitas vezes a forma de dizer uma coisa difere de uma língua para a outra. Variar a forma de falar só tende a enriquecer a aprendizagem!

Hallo Leute! 🙂

Hoje vou contar um pouquinho das minhas aventuras como estudante de língua estrangeira… pra quem não sabe, me mudei em setembro para Paris e ainda não domino a língua, mas estou aprendendo! Ando bem mais compreensiva com as angústias dos meus alunos ; ) muitas vezes a gente quer falar um monte de coisas com nosso interlocutor, mas só sai uma frase meio estanque, que falta floreio, falta paixão, falta principalmente vocabulário!

Mas aí eu fiz uma coisa outro dia, meio involuntariamente e deu super certo! Estava tentando comprar carne pra fazer um estrogonofe, mas não sabia como falar isso em francês, sabia dizer no entanto, que queria carne em cubos. O açougueiro me perguntou que tipo de carne queria e eu fiz cara de dúvida (porque mímica facial também é comunicação, galera!), ele me perguntou se queria carne „blá-blá-blá“ , porque foi isso que entendi na hora, aí eu assumi que ele estava me perguntando se era algum tipo de carne mole, ele falou algo de cozimento rápido. Aí perguntei se a palavra que ele usou era o contrário de duro, e ele ficou todo alegre que eu tinha entendido, foi o máximo! Eu comprei a carne que queria e saí do açougue toda orgulhosa!

Agora toda vez que não entendo uma palavra, tento ver se conheço algum antônimo ou sinônimo da palavra para formular a pergunta e verificar se entendi certo ou adquiri vocabulário novo.

É importante, ao estudar uma outra língua, não ficar apegada à frase que a gente tem na cabeça. Se não deu pra falar de um jeito, tenta de outro, usa um sinônimo, explica o que quer dizer – o importante é se comunicar! E se comunicar usando a língua que a gente quer aprender, sem apelar rapidamente pro inglês ou outra opção.

Boa semana e bons estudos!
Bis bald!

Teresa

Gostou deste texto? Você encontra mais dicas e ensinamentos valiosos da Prof. Teresa para aprender alemão se divertindo aqui.